marcos2

marcos2

MAIO 2019 - Açores e Portugal Continental

MAIO 2019 - Açores + Portugal Continental  - Retorno as Origens
De 21 de maio a 2 de junho


mapa acores

Total 15 vagas.
Com 6 pessoas nos confirmamos a viagem.

Uma viagem destinada a descendentes de Açorianos e interessados na Cultura, Portuguesa e Açoriana.
Quem já tem mapeada sua genealogia, poderemos buscar as origens.
Acabo de descobrir minha ascendente.
Meu avô número 9, açoriano, veio da Freguesia de Agualva, na Ilha Terceira.

Para formatar o roteiro, tive ajuda do amigo Joi Cletison, ele já esteve mais de 20 vezes aos Açores.

A proposta de minhas viagens e mais descontraída, a ideia é termos mais tempo para caminhar pela rua.
Evitar restaurantes turísticos, procurar lugares onde o população local come.
Levar pouca bagagem, estar mais leve, trazer sim, podemos trazer lembranças.
Eu mando uma lista sugerindo o que levar de bagagem.

Quem vai conduzir:
Marcos Henrique Oliveira Pinheiro
Nasci na Lagoa da Conceição – Florianópolis – Santa Catarina.
Sou descendente de Açorianos de 4 costados.
Formação em Educação Física pela UFSC.
Formação de Guia de Turismo – Local e Regional pelo SESC.
Formação em Condução Ambiental pelo IFSC.
Fui o primeiro presidente do INGESC (Instituto de Genealogia de Santa Catarina).
Percorri Portugal de norte a sul, do Porto ao Algarve em 1995 e 1998.
Desde 2007 realizo viagens com grupos por muitos países do mundo, foram 55 viagens.
Já estive em 71 países.


Confirmados:
1 - José Tadeu - Florianópolis - SC
2 - Vilmar - Florianópolis - SC
3 - Bernardete - Garopaba - SC

Interessad@s:
1 - Silvana - Piçarras - SC
2 - Ozélia - Piçarras - SC
3 - Rogério - Florianópolis - SC



ROTEIRO

Dia 1 - 21 de maio(Terça) – São Paulo – Porto
Viagem de nossas cidades para São Paulo.
Cada viajante sai de sua cidade, deverá chegar em são Paulo as 10h.
Temos que nos apresentar as 12h00min no balcão da Companhia Aérea.
Embarque as 15h05.

Dia 2 - 22 de maio (quarta) – Porto
Escala em outro pais da Europa, chegada as 7h40 no Porto.
Vamos para o Hotel.
Vamos para o Cais da Ribeira, comer uma francesinha, prato típico do porto.

porto 2

francesinha

Uma visita guiada a vinícola, também pode fazer parte de nosso passeio.
Estadia 1 no Porto

Dia 3 -  23 de maio(quinta) - Porto – Ponta Delgada (São Miguel)
Após o café, ultima caminhada pelo Porto

porto
e vamos para o Aeroporto.
Apresentação as 10h. Embarque as 12h45, chegada as 14h10.
Vamos para a Pousada em Ponta Delgada.
Vamos caminhar pela marina e pelos arcos da cidade.

sm 6

sao miguel acores vila franca

Vamos tentar chegar ao Ilhéu de Vila Franca, a mais conhecida paisagem de São Miguel.
Estadia 1 em São Miguel


Dia 4 - 24 de maio (sexta) – São Miguel
Passeio pelas 7 cidades, Lagoa, Caloura e as Fumarolas.

Escapadinha 421 2 sm

Vamos comer um cozido e milho cozido no vapor das fumarolas.

cozido sm

Fim de tarde vamos tomar um banho de agua termal no Parque Terra Nostra.

poca da dona beija

Estadia 2 em São Miguel

Dia 5 – 25 de Maio (sábado) - São Miguel – Terceira
Apresentação as 6, embarque as 8h, chegada as 8h40 na Terceira.
Vamos ficar hospedados em Angra do Heroísmo.

monte brasil terceira

Passeios possíveis no primeiro dia, Algar do Carvão.

algar 3

Monte Brasil

monte brasil

Biblioteca

biblio

Museu de Angra

1200px Museu angra heroismo

vamos tentar marcar um encontro com Jorge Forjar, famoso Genealogista dos Açores.

jorge f
Essa foto foi feita durante a palestra de Jorge Ferjas em Florianópolis, eu estou ao fundo.

Estadia 1 na Terceira

Dia 6 - 26 de maio(Domingo) – Terceira
Visitar a serra do Cume

cume 1

Tomar um banho nas piscinas da freguesia dos Biscoitos.

Zona Balnear Biscoitos

Estadia 2 na Terceira

Dia 7 - 27 de maio(segunda) – Terceira
Dia para caminharmos pela Terceira, reverenciar nossos antepassados,
que enfrentaram uma saga para chegar em um mundo novo.
Eu quero visitar Algalva, de onde partiram meus antepassados.

algalva leve

Pra finalizar nossa visita na Terceira, vamos comer uma Alcatra (prato tipico, não é somente carne)

alcratra terceira

Estadia 3 na Terceira

Dia 8 - 28 de maio(terça) – Terceira – Pico – Faial
Apresentação as 8h30, embarque as 10h35, chegada as 11h25.
Vamos para a Ilha do Pico de avião, pela melhor conexão do voo.
Do aeroporto saímos para um passeio, temos pouco tempo,
concentremos nossa visita aos currais e aos moinhos da vinícolas.

moinhos pico

currais pico 1

As 16h vamos de barco para o faial.

barco pico faial

Caminhar pelo porto, tomar um café ou uma “bitruca” no Peter,

peter 1

Peter Café Sport 1 credit Duet

jantar no Restaurante do Jesuíno, curtir o Faial.

restaurant s wall with

Estadia 1 no Faial

Dia 9 - 29 de maio(quarta) – Faial
Podemos visitar o Porto Pim.

faial

Vulcão Capelinhos.

capelinho sfaial

Vale dos Flamengos

flamengos horta

Estadia 2 no Faial


Dia 10 - 30 de maio(quinta) – Faial
Dia livre no Faial

horta 1

Estadia 3 no Faial


Dia 11 – 31 de maio(sexta) – Lisboa
Apresentação as 8h30, embarque as 10h35, chegada as 14h00.
Visitamos o centro de Lisboa.

lisboa 1

Uma linda opção seria passar o fim de tarde no Cabo da Roca.

cabo da roca

Estadia 1 em Lisboa


Dia 12 – 1 de junho(sábado) – Lisboa
Podemos fazer o roteiro sugerido pelo escritor Fernando Pessoa.

mosteiro dos jeronimos lisbon

lisboa 4

Estadia 2 em Lisboa

Dia 13 – 2 de junho(sábado) – Lisboa – Rio de Janeiro
Últimos pasteis de belem em Lisboa.

pastel de nata

Apresentação as 9h30, embarque as 12h35, escala em Madrid as 14h55.
Podemos dar uma volta no Centro de Madrid. Temos que estar de volta as 21h.
Embarque as 23h35.

Dia 0 – 3 de junho(sábado) – Rio de Janeiro
Chegada as 5h15 em São Paulo. Embarque as 8h35,
chegada as 9h55 em Florianópolis     

 

O que esta incluído:

Passagem Aérea – Florianópolis – Porto
Passagem Aérea – Porto - São Miguel
Passagem Aérea – São Miguel – Terceira  
Passagem Aérea – Terceira – Pico 
Passagem Aérea – Faial – Lisboa
Passagem Aérea – Lisboao – Florianópolis  
Transfer do Aeroporto para o Hotel no Porto
1 noite Estadia em Hotel 3 estrelas no Porto
Transfer do Aeroporto para o Hotel em São Jorge
2 noites Estadia em apartamento alugado em São Miguel
Transfer do Aeroporto para o Hotel na Terceira
3 noites Estadia em apartamento alugado na Terceira
Transfer do Aeroporto para o Hotel na Terceira
3 noites Estadia em apartamento alugado no Faial
Transfer do Aeroporto para o Hotel em Lisboa
2 noites Estadia em Hotel 3 estrelas em Lisboa
Acompanhamento de guia falando espanhol e inglês, desde a saída de Florianópolis.

O que não esta incluído:
passagem para São Paulo (nós ajudamos na compra)
Despesas pessoais
Entradas em parques e museus
Gastos individuais
Passeios

Detalhes:
Sugerimos considerar gastos de 50 euros por dia para alimentação e passeios
Os casais ficam em quartos duplos.
Mulheres e homens que estiverem só, serão acomodados em quartos triplos, de homens e mulheres separados.
Os passeios, vamos contratar no local e dividiremos entre os participantes, dessa forma ficará mais barato.

O valor aproximado da viagem é de R$ 9.400,00 (pedende dos valores das passagens)
Pode ser pago da seguinte forma:
- Compra da passagem internacional, em 5 x no cartão. Em valores de hoje R$ 3.600,00.
- 4 Passagens regionais no cartão em 1 vez. Em valores de hoje R$ 1.600,00.
- Podem começar a pagar a qualquer momento, entre 300 a 500 reais por mes. 
- Valor total estimado de gastos é de R$ 11.400,00.

Os interessados entrem em contato:
Marcos Pinheiro
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
48 99962 3748 (zap)

 

MARÇO 2018 - Travessia em Dubai + Abu Dabi + Omã + Etiópia (33ª viagem)

Diário de Bordo  - Viagem março 2018 – Dubai, Omã, Abu Dabi, Etiopia

Hala – Hala

Começo a escrever a bordo do navio de Cruzeiro, Costa Mediterranea, ancorado no Porto de Mascate, capital de Omã, golfo de Omã.

porto oman 3

emirados arabes mapa

Posso dizer que esta viagem tem conexões a 22 dois anos atrás, quando eu estava na Grécia.
Aa época, conheci um jovem Canario(habitante das ilhas Canarias), de Las Palmas, Grand Canária, capital das Ilhas Canarias, próximo a costa do Marrocos, pertencente a Espanha.
O jovem chamado Ale, tinha o sonho de icaro, voar...

20 anos se passaram, sem não nos encontramos de novo, mas tínhamos contato, a forma de contato foi evoluindo, carta, email, facebook e agora whatzap.

Ale realizou o sonho de voar, agora, 22 depois, é piloto de uma das grandes companhias do Golfo Persico.  

Eu vivo procurando Travessias pelo Mundo, Dubai, já era alvo de minha procura, mas eu nunca havia encontrado.
Após a visita da amiga Daniela em nossa casa, ela comentou de Dubai, reascendeu a chama da lâmpada de aladin.
Um belo dia, acredito que era dezembro de 2017, minha busca rendeu frutos, deu o “bling bling”, Travessia em Dubai, dia 10 de março.
Logo me veio a cabeça, o amigo Célio Amaral, que recente tinha feito um cruzeiro pelos “arábias”, procurei um cruzeiro, quem sabe encaixaria com a Travessia.
Outro “bling bling”, um cruzeiro iniciando dia 2 de março, terminando dia 9, uhuuuu!!!
Em poucos dias, publiquei a viagem, em poucos minutos, tinham interessados, a Daniela de Brasília, melhor dizer, moradora da capital federal, mas natural de Araraquara, segundo ela, o interiorrr de São Paulo, ainda vai dominar o mundo, é isso ai Dani....k.
Logo outros viajantes, em uma semana fechamos o grupo, conseguimos comprar as últimas cabines do navio.

O amigo Ale abriu a possibilidade da Léia ir, com uma passagem de staff, amigo do Piloto. 
Mas, por questões da geo-politica do golfo, foram contados os voos dessa companhia os Emirados Arabes Unidos.
Olhando no mapa, estava Omã, o pais mais perto de Dubai.
Assim foi feito, o Ale emitiu uma passagem de São Paulo para Mascate, capital de Omã, com 6 horas de ônibus ou 1,30 de avião, a Léia estaria Dubai.

Dia 0 - Dia 26 de fevereiro de 2018, segunda feira.
Léia embarca para São Paulo, a passagem não tinha lugar garantido, ela tinha que estar preparada para embarcar, 1, 2 ou 3 dias depois.
Ale nos disse que nenhum dos amigos dele tinha usado essa passagem, porque ninguém tinha disponibilidade de embarcar a hora que fosse possível, eu disse pra ele, nós iremos usar essa passagem!!!
Estávamos em contato direto, Ale também estava de plantão.
As 22h, recebo uma ligação do amigo Ale dizendo que todas as passagens para staffs\amigos, foram suspensas, por algum motivo que  Ale não sabia, isso aconteceu no dia 25, eu gelei, mas ele logo me tranquilizou, os bilhetes emitidos estavam valendo, mesmo assim, ele mesmo e eu, estávamos inseguros.
As 12h30, acordo com um telefonema da Léia, já com a passagem em mãos, ufaaaaaaaaaaa!!!
Envio mensagem para o Ale, que deve ter respirado aliviado, ficou feliz!
Léia chega ao oriente médio, fez escala e embarcou para Mascate, capital de Omã.

Dia 0 - Dia 27 de fevereiro de 2018, terça feira.
Léia chega a Omã.

Começo da viagem com o grupo.

Dia 1- Dia 28 de fevereiro de 2018, quarta feira.
Embarques para São Paulo, Teresa e Daniela de Brasília, Thiase de Curitiba, eu, Valdinei, Jairdo, Lucia, Teresa e Rosa de Floripa.

Nova para todos, a Ethiopian Airline, melhor companhia da África, ocupa atualmente a posição 48 das melhores do mundo, a frente de todas as brasileiras e americanas.
Foi a primeira companhia que voou com o moderno 787 para o Brasil, mas, dessa vez o voo foi feito no 777.
Como diz o amigo Roque, o primeiro dia de nossas viagens são de 48 horas, esse foi, saímos de casa as 14h30 trazidos pelo próprio Roque até o aeroporto de Floripa, dia 28 de fevereiro, chegaríamos em Dubai as 3h da manhã dia 2 de março.
O espaço entre os bancos era bom, atendimento e comida boas, até filmes brasileiros tinham no entretenimento.


Dia 2- Dia 1 de março de 2018, quinta feira.
As 11h e 40 minutos de voo até Adis Abeba, capital da Etiopia, passaram bem, os passageiros em sua maioria chineses, aproveitando o bom preço da passagem,
brasileiros e poucos africanos.
O aeroporto era novo, mas estreito e os agentes um pouco complicados, algumas coisa esquisitas como uma senhora dentro do banheiro masculino e
um homem lavando os pés na pia.
Chegando na Etiópia nos demos conta porque a companhia aérea cresceu tanto e tão rápido, eles estão em uma posição estratégica para voos para o Oriente Médio,
China, Índia. Em pouco tempo estávamos voando para Dubai.

Dia 3- Dia 2 de março de 2018, sexta feira.
Um voo de 3h30 minutos, os passageiros mudaram completamente as nacionalidades, agora 95% africanos, uma pequena minoria de brasileiros.
Chegamos em Dubai, o pessoal de imigração foi inteligente, foram diluindo as filas, demos surte, ganhamos bastante tempo.
Com dois taxi rapidamente chegamos ao hotel onde iriamos descansar algumas horas.
Hotel era melhor que eu pensava, escolhido na internet, bom preço, pessoal simpático e um ótimo quarto, bem na aérea antiga de Dubai.

Acordamos para o bom café da manhã, as 11 sai em direção ao aeroporto para esperar a Léia, fui com o espetacular metro de Dubai, um moço de Uganda,
mecânico de automóveis que veio fugir da pobreza no seu pais e tentar a vida em Dubai, me ajudou com a conexão, no segundo trecho entrei no último vagão,
era diferente dos outros, poltronas individuais, algo estava estranho, depois de alguns minutos vi um aviso:
- Se você não tem o cartão gold do metro, está sujeito a uma multa de 100 dirham, mais ou menos 100 reais, sai rápido para o próximo vagão,
uma olhada periférica vi que só tinham mulheres, uma delas veio me dizer algo...
- Era um vagão só para mulheres!!!
Lá fui eu outras vez correr de outro vagão....
Bom o lado bom é que os demais viajantes ano vão precisar passar por esse aprendizado prático!

metro 1

metro gold

Logo a Léia desembarcou da Omã Air, ufa, meu plano deu certo!

metro restrito

Voltamos para o hotel, passamos pelas ruas de comercio popular, direcionado ao público muçulmano e africano.
Nos surpreendemos com uma cena, aproximadamente 2 mil homens pararam no meio da rua para rezar, uma das 5 orações diárias que os muçulmanos devem fazer.
Todos descalços ajoelhando no tapete, que cada um trouce o seu.

correndo reza

reza 3

reza rua

Alguns dos viajantes, se surpreenderam com a presença da Léia.
Malas na recepção, caminhamos a uma rua principal do bairro onde estávamos, paramos em um restaurante indiano, pela simpatia do garçom.

1 rango deria

As 15 horas nos encontramos com a Lygia, brasileira de Cachoeira Paulista (A Dani avisou que o interiorrr de São Paulo iria dominar o mundo...), a 8 anos em Dubai, será nossa guia.
Primeira parada, palácio do Sheikh Mohamed, Governante de Dubai, os jardins impressionam pelo verde no meio do deserto.  

jardon palacio dubai

A irrigação feita com agua de esgoto tratado, com sistema de gotejamento.

carro 7

Nossa segunda parada foi no museu de Dubai, conta a história de uma pequena vila de pescadores e caçadores de ostras, se transformou em um império.

museu

Mercado têxtil, mercado do ouro e mercado de especiarias, também foram nossas paradas.

mercado tecido


Atravessamos o canal natural do mar, chamado de Creek, local onde se iniciaram as primeiras ocupações, chama atenção o barco, sem guarda corpo, bem inseguro, a borda bem grossa, indicação que os choques entre barcos são constantes.

barco crik

barco canal

A tarde com a Lygia foi espetacular, aprendemos e descobrimos muito sobre os Emirados Árabes Unidos, uma questão que impressionou é que os filhos das famílias ricas de Dubai,
a nova geração, não querem estudar e trabalhar, falta de motivação por tanta riqueza.
Lygia e o simpático motorista, nos deixaram no Porto, onde embarcaríamos em busca do desconhecido Golfo de Omã e Península Arábica.
Um pequeno susto, a moça não achava nossos nomes na lista de passageiros, logo desfeito, ela procurava pelo sobrenome do meio,
 isso sempre acontece em países que falam espanhol e italiano, navio italiano.

embarque 1

O Costa Mediterranea, tem ótimas acomodações é muito bem decorado.
Primeira noite no navio foi ancorado no porto de Dubai.

navio video

navio primeira vista

Dia 4- Dia 3 de março de 2018, sábado.
Como diz nosso amigo Jakson, hoje é um dia de engorda!

primeiro cafe porto dubai

Café, conecta com o almoço, que conecta com café da tarde....
Muitas opções de lazer, piscinas, academia, bailes...

banheiroa hidro

As 13h15, partimos do Porto de Dubai.
Os passageiros são em sua maioria, 60 mais, italianos e franceses, com pessoas de umas 30 nacionalidades, tudo era falado em francês, inglês, italiano, espanhol e alemão.
Dia para ir na piscina, comer, academia, comer, ler, comer, dormir, comer, escrever o diário de bordo e.....

No jantar aconteceu um episódio engraçado, na mesa ao lado da nossa, tinham alguns senhores, pareciam se franceses, de outro lado um grupo, de um pais da américa latina, prefiro não falar o nome. Os senhores saíram da mesa, deixaram a garrafa de vinho pela metade, os rapazes da outra mesa, pegaram o vinho, que em teoria iria fora, mas deu “pobrema”, o senhor resolveu voltar pra pegar o vinho, os rapazes não sabiam o que fazer, já tinham aberto o vinho, rapidamente fecharam, disfarçaram e colocaram o vinho de volta na mesa, sobre o olhar incrédulo e indignado no senhor...kk

Dia 5- Dia 4 de março de 2018, domingo.
Acordamos já com o navio atracado no porto de Omã, pouco sabíamos desse desconhecido pais da península arábica.

porto oman 4

Cafésito, descemos do navio sem nossos passaportes, uma jogada inteligente do governo, um cartão de desembarque substituía nosso documento,
um micro-ônibus nos levou até a saída do porto, menos de 1 km.

Em Omã, eu cheguei a um numero de países, entrei em um patamar de poucos viajantes...

70 paises

Um batalhão de adbulas e mohameds, todos com vestidão branco e boina, roupa típica, usada por 99% dos homens de Omã.
Uma pressão para contratar os serviços deles, uma guerra, eles tentavam falar vários idiomas.

hala oma 1

, eu olhei no final do estacionamento um senhor, sentado na van, provavelmente vendo o whatzap, uns 10 vieram juntos, eles mesmo me ajudaram a fechar o valor, 1/6 do preço que os passageiros do cruzeiro pagaram, os demais foram anti-éticos,

hala oma 7

dizendo que o seu Zaid Suleiman, não falava inglês e que eu tinha que contratar outra pessoa, mas eu escolhi o seu hala-hala, como nos brincamos depois...
Ele era meio estressadinho no transito, ficava falando toda hora, yallah, yallah, vamos, vamos em arabe!!

hala oma 5

Mas, nada se compara ao Brasil.  
Fomos direto para a mesquita, o estacionamento lotado, ele disse Yallah, Yallah, até para a polícia, pegamos um lugar bem na porta da mesquita.
Uma bela construção,  belos jardins, uma pedra que não esquenta com o sol, tapetes gigantescos e o lustre mais espetacular do mundo! A maior atração de Omã.

oman mosk mulhe

lustre oman

O Sultão Qaboos, era um homem de muito bom gosto, o seu Zaid, não se cansava de elogiar o sultão, quanto ele assumiu a 30 anos, existia somente uma escola no pais,
 hoje são mais de 700 escolas, uma recém construída autopista com 130km corta a região central do pais.
Visitamos o prédio da opera, mais uma ideia do bom gosto do sultão.

Paramos no mar, não resisti e dei umas braçadas no golfo de Omã!

aguas turbulentas
A placa chama atenção, porque o mar era muito calmo. 

Mas, a população está muito preocupada, porque o sultão é solteiro, tem 80 anos, e não sabem quem será o sucessor.
Aliás a população sabe muito pouco da vida do sultão, sabem que ele tem 7 casas, nunca sabem onde ele dorme.
O palácio foi outra obra da cabeça do sultão, já essa com um gosto “exótico”, perto das montanhas, com muitas guaritas, segundo seu Zaid,
cada uma das guaritas tinham homens armados.

brasao oma

nos no palacio 3

palacio oman 3

O palácio era na beira do mar, cheio de peixes, agua limpa e cristalina, vontade não faltou de siar nadando....
O motora nos deixou no mercado, muitas lojinhas de indianos vendendo de tudo.

duas mulheres
Um homem com duas esposas....

Nosso motorista disse que, com as guerras do passado, os Omanis, foram embora, vieram para o pais,
indianos, paquistaneses e bagalis (pessoas de Bangladesh), são muitos no pais,
Não resisti e comi pastel, de carne com legumes apimentados, estava uma delícia.

Na volta ao navio, caminhando pela orla muitas estatuas de golfinho, deve ser o símbolo do pais, vi também um cardume de tainhas, com o rabo azul, diferentes das nossas.

golfinho oman

Erramos o caminho, acabamos caindo em uma pequena vila de pescadores, um deles fazia um córvo, uma armadinha para peixes, no Brasil aprendemos com os índios, feitas de bambu,
a entrada é feita em um formato que o peixe entra e não sai mais, eles evoluíram e confeccionam de arame.



No navio, passando por um dos muitos ambientes, fomos brindados, eu e a Léia com músicas brasileiras, dançamos sozinhos na pista,
o fim da festa foi regada a clássica musica de “sofrencia” Boate Azul, cantada por uma dupla de cantores paraguaios, muito competentes e divertidos.  
Longe de casa, até boate azul esta valendo!!!k
A meia noite e 15, partimos deixando para traz o Golfo de Omã e voltando ao Golfo de Pérsico, cruzando o Estreito de Ormuz.

rota 1

Dia 6- Dia 5 de março de 2018, segunda feira - Navegando
Amanhecer navegando por uma histórico mar, muitas disputas, muitos navegadores passaram por aqui.
No navio, além da comida, show, aulas de dança, karaokê. Uma das brasileiras que trabalhavam no navio, demonstrou um profundo desconhecimento com a geografia do seu pais,
dividindo entre Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia...
O jantar no segundo andar era servido a la carte, nossa garçonete peruana era divertida e espirituosa, eu falei pra ela que o nome do prato estava errado, onde dizia “gambas”, camarão em espanhol, seria “gamba”,
porque só havia uma, ela logo retrucou, e disse pra olhar em baixo.
Era um camarão gigante e outros pequenos em baixo....

jantar 2 andar


Dia 7- Dia 6 de março de 2018, terça feira – Syr Bani Yas
Amanhecemos ancorados em frente a ilha de Syr Bani Yas, a maior ilha natural dos Emirados, pertence a Abu Dhabi.
Desembarque feito pelos botes de resgate do navio, já uma forma de testar o desembarque em caso de emergência.
Um grande pic-nic/almoço  é montado, para 2500 pessoas, tudo muito organizado.
Agua azul como o caribe, muitas cadeiras de praia, para entrar na agua era preciso passar por pedras e corais mortos.
Um pequeno parque aquático inflável, fez a alegria dos passageiros.
Almoço, Léia jogou vôlei, aos poucos fomos voltando para o navio.

vip syr bani

nos syr bani

barco salva vidas

barco

Dia 8- Dia 7 de março de 2018, quarta feira - ABU DHABI
Nos encontramos com a Lygia, agora em Abu Dhabi.
Primeira parada foi na grande mesquita de mármore branco de Abu Dhabi, decorada com ouro e cristais.

mesquita abu

Custou a bagatela de R$ 1,5 bilhão, entre as atrações o maior tapete feito à mão do mundo, feito por 1200 mulheres iranianas.
A Sheikh Zayed Grand Mosque, homenagem ao pai da nação, ocupa uma área de 22.412 m² e tem capacidade para 40 mil fiéis.




mesquita abu 3

O mármore branco decorado com flores de mármore colorido encravada, impressiona.

mesc abu 2

Os piso tem espaço entre eles, inicialmente parecia “mau feito” mas, o sheik não da ponto sem nó,
os espaços entre os pisos escorrem a agua da lavação, que também é reutilizada.
Um grupo de homens se reveza 24 horas por dia, 365 dias por ano, orando pela alma do Sheikh Zayed.

O Emirates Palace, um hotel que tem como slogan, tudo que reluz é ouro, foi nossa segunda visita, um de nossos viajantes estava de bermuda, foi barrado na porta.

palacio 1

Para entrar no hotel, devesse consumir 100 reais na cafeteria, aproveitando o ensejo, café e doce com folhas de ouro, foram as pedidas, momento ostentação....

cafe com ouro

Passeamos pelas belas praias artificiais de Abu Dhabi, com hotéis e residências de veraneio da família real, a areia, trazida da Tunísia, por tem uma coloração que agradava o Sheik. 
As 200 ilhas de Abu Dhabi são interligadas por pontes. Uma delas a Ilha da Cultura, abriga o Museu do Luvre, único fora da França.

Chegamos ate a ilha de Yas, em árabe, velocidade.
Fomos logo ao autódromo de Yas Marine, onde em novembro é realizada uma etapa do mundial de formula 1.
Meu interesse maior era dirigir no autódromo, é possível, mas, além do preço, caro, claro, era alguns dias específicos da semana.
Acabamos a visita a Abu Dhabi no parque da Ferrari, colado com o parque um shopping.
A maior atração do parque, a montanha russa com o recorde de velocidade, atingida na largada, 240 km por hora, como uma largada de formula 1.
O parque é bacana, mas, vale a pena pra quem vai nas montanhas russas, no meu caso, prefiro ficar em terra, vou em brinquedos mais seguros.
Trocar o pneu de uma Ferrari da formula 1 foi espetacular.

pneu 1

Nos encontramos as 19h e retornamos ao navio, cada um contado suas experiências.
Noite no navio a caminho de Dubai.

Dia 9 - Dia 8 de março de 2018, quinta feira.
Lygia nos levou pra conhecer a Dubai moderna, começamos pelo shopping que tem a maior pista indoor de sky no mundo.
Surreal, uma grande vidraça separa o shopping da pista, de 24 graus para menos 4.
Passeamos pela Dubai Marina, o bairro chic, onde será nossa casa.
Uma visão impressionante de grandes prédios e ainda muitos em construção.
Entramos na Palm Island, fomos até o hotel Atlantis, referencia no extremo da ilha.

atlantis 1

Voltamos para o inicio da ilha de monotrilho.

monotrilho

Ficamos bem perto do Burj al Arab, o primieiro e mais famoso hotel monumento de Dubai.
Hotel considerado 7 estrelas. 

burj alarabi 1

Visitamos o belíssimo Souk Madinat Jumerah (a pronuncia parecia, mãedina) lindo e chic mercado, a beira dos canais.
O Dubai Mall, visita obrigatória, faz parte de um grande complexo, onde está o Burj Khalifa.
Com rasos 828 metros e 160 andares, é o maior edifício do mundo, não subimos porque o preço, era só 500 reais...!

show das aguas

Ficamos atentos para o show das aguas dançantes, entre o shopping e o Burj Khalifa.
Voltamos ao navio, cada um por sua conta, para a ultima noite de festa e navegação...

Dia 10 - Dia 9 de março de 2018, sexta.
Sem pressa pro café, banheira de hidro, escorregando até o almoço nos despedimos do Costa Mediterranea!!!
O motorista da van que trabalhava para a Lygia, veio nos buscar e nos deixou em nossa última morada em Dubai.
Um condomínio com um padrão diferente aos nossos, ele era aberto, qualquer pessoa poderia entrar, 10 prédios em formato circular,
com uma academia no meio, alguns com piscina como era o caso do nosso.
Um bom apartamento com uma espetacular localização e linda vista para a um canal da Marina Dubai.
Comida no mercado 24 horas na porta do edifício, esse sim, exclusivo ao moradores, aliás, o lugar mais cheiroso de Dubai,
todos os lugares eram cheirosos, mas nosso prédio era mais...
O chef Baldy, mostrou os dotes culinários, saiu um belo macarrone! Comprando comida, gastasse muito menos que comer fora.
Parte do grupo foi reconhecer o local da Travessia, caminhando pela praia, até chegar em um segurança que disse que a praia era particular.
Relaxamos com um banho, as meninas ficaram e os meninos seguiram a missão.

praia roda

Assim que saímos da praia, com um corredor de macarrões de piscina, roxos e amarelos, parecendo uma cabeleira,
marcava a passagem da rua para a praia, uma Ferrari preta conversível, com o interior vermelho, estacionada bem na saída, ficou na memória...

ferrai preta achei

Caminhamos um pouco mais, já anoitecendo, chegamos a Barasti Beach, praia da Travessia.
Uma balada, com muitos seguranças, detector de metais, nos surpreendeu.
Os seguranças não deixaram ninguém chegar perto da agua e nos mandaram sair,
eu falei que estávamos reconhecendo o local do evento, ele disse, tudo bem!
Uma long neck por 50 reais, não nos conquistou....
No meu caso, nem por 1 real....
A saga estava reservada a volta, pegamos um taxi, estranhamente andou 5 minutos, e nos deixou no jumeirah beach residence.
Subimos a escadaria, na hora de entrar em nosso prédio algo estava muito errado, nos, bem pensamento de homem, achar que o mundo estava errado
e nós certos. Nós não entendíamos o que estava acontecendo.
Valdinei e Jairdo pediram informação para uma moça, eu segui caminhado, acabei me perdendo dos dois.
Entrei em outro condomínio igual aquele e igual ano nosso, uma pessoa que eu mostrei o endereço, ele disse:
Voces estão no primeiro prédio, o de voces é o último, disse pra eu ir de bondinho, que era muito longe.
Desci para a rua, dei de cara com a minha, visão, a ferrari preta...
Ri, ahhhh, agora eu sabia onde estava, caminhei tranquila pela avenida que cortava toda a praia de Jumeirah.
Até os emgarrafamentos de Dubai Marina, eram espetaclares.

carirnho 3 rodas

carriho exotico

emgarrafamento dubai


Cinema para crianças, com poltronas e um som da mais alta qualidade, era a atração da noite.

cinema crianças

Na chegada em casa, as risadas foram inevitáveis...
Mas um macarrone, pra fechar a noite pré-travessia.

nosso ap 1

Dia 11- Dia 10 de março de 2018, sábado. 

Acordamos cedo, pra garantir, fomos de taxi.
O grande dia, afinal, a Travessia era nosso passaporte para estar aqui!
Um clima muito familiar, um casal comandava a organização, eu e a Léia nos identificamos com eles.
Tudo muito parecido, um clima bem agradável, temperatura da agua 25 graus.
Tudo preparado, primeiro a prova de 200m, 800m, 400m, e 1600m, devidamente anunciado no som.
A maioria dos participantes eram crianças e adolescentes, poucos máster. 

trave predio bandeira

Fizemos uma homenagem ao amigo João Batista.

joao


Deveria ter gente de umas 30 nacionalidades, poucos ou quase nenhum Emirate (nascido nos emirados).
A Dani, largou na prova de 800m, logo depois ela me disse, que todos largaram no 1600 metros, menos eu!
Eu falei, Dani, é a prova de 400m, sabe aquela sensação que só você está certo, os demais errados....
Tiraram 10 em atividade Física e 2 em inglês, media 6, aprovados!!!
Vieram todos envergonhados, mais uma história pra contar, a largada falsa coletiva, kk!

400 furado
Não gosto de dar nomes, aqui a foto de quem largou falso....k

Agora sim, veio a largada dos 1600 metros, a milha como eles chamam.

largada 1

largada 2

Agora sim, veio a largada dos 1600 metros, a milha como eles chamam.
Largada tranquila, um evento com muita segurança entre caiaques e barcos.
Minha missão era nadar com a Rosa, ele disse depois que se sentiu segura.
Pensei muito no João Batista durante a prova, desejando uma passagem tranquila para braçadas suaves na caixa dgua do céu. (João e os amigos de Impituba, treinavam em uma caixa dagua gigante). Também me inspirando em suas fortes braçadas.

Eu e o primeiro colocado disputamos braçada a braçada a chegada, um pequeno detalhe nos separava, ele chegando pra completar a milha e eu, partindo para a segunda volta, só um detalhe....

A Rosa abriu 30 metros, passados 900 metros de prova, eu acreditava que poderia alcança-la,
até ela dar uma olhadinha pra traz, nesse momento, baixou a moral da tropa...

Meu últimos 300 metros fui acompanhados por um caiaque, o indiano bem simpático viu a minha “destreza” e “velocidade”, e decidiu facilitar o “trabaio”, para eu não chegar no dia seguinte e em Omã(outro pais)....

Premiação, a Chica é ouro, muito ouro....

podiun chica

Deixamos nossa marca de alegria e bons nadadores.
Apareceram uns quantos pra tirar foto conosco.

podiun todos

Agora, nosso endereço não era mais jumeirah beach residence, para o taxi, era no hotel Sheraton, bem na frente do nosso prédio, pra não errar de novo.
Na volta pra casa, uma de nossas colegas, que não vou dizer o nome, não gosto dessas coisas...
Deu um “bundalelê” na saída do elevador, foi a mesma que deu um “triplo mortal carpado” na aduana do aeroporto de Miami.
Um grupo de meninas, foi fazer uma aventura no deserto, os demais fomos, de metro para o Deira mall, em teoria mais simples e mais barato.
Nos separamos, a meninas forma para um lado e os meninos para outro.
O mercado tinha tudo, cheguei a conclusão que o melhor lugar pra comprar, principalmente temperos e doces árabes, era no mercado.
Tudo muito tranquilo, o que poderia acontecer dentro de um mercado em Dubai....?
Em um determinado momento, esborracha uma moça ao nosso lado, eu vi só as pernas, uma calça preta, logo pensei,
sorte que não é nossa colega que deu um bundalelê na saída do elevador,  a mesma que deu um “triplo mortal carpado” na aduana do aeroporto de Miami.
Virei de costas, já que já tinham pessoas ajudando, quando eu viro de novo, adivinha quem era....
Nossa colega que um bundalelê na saída do elevador, que deu um “triplo mortal carpado” na aduana do aeroporto de Miami....

Os 50 minutos de metro, que separavam Deira do nosso ap, cruzava toda a cidade, vimos todos os prédios.
As meninas voltaram felizes com a experiencia no deserto.

deserto ok

A última janta em casa foi com macarrão com salsicha sadia, importada de Santa Catarina.
Nós gastamos por pessoa, 65 reais, para 2 cafés, 2 jantas e 3 almoços, esse era o valor de uma refeição na rua.
Fizemos uma despedida, e ganhamos, eu e a Léia, um belo presente dos viajantes.

nosso ap 3

nosso ap 2

Dia 12 - Dia 11 de março de 2018, domingo.
Levei Léia até a estação metro, ela era a primeira a deixar Dubai.
Seu destino era Mascate e Doha, onde seria recepcionada pelos novos amigos Carlos e Cristiane,
amigos da Patrícia e do saudoso Luke de Rio Negrinho, Santa Catarina.
O último banho de mar em Dubai, foi o programa de parte do grupo.
Taxi até no aeroporto, um paquistanês simpático era nosso motora.
Curiosamente ele queria saber como se falava em português sapo e cobra,
queria saber o tamanho desses bichos, ficou surpreso com as informações, ele falava pachto, mesma língua da menina Malala.
Na despedida, como eu não gosto dessas coisas de colocar apelido nas pessoas. Demos, tchau sapo, ele começou a rir, gostou da brincadeira.

A aeroporto de Dubai tem um grande free shop, mas, nada muito espetacular.
Um senhor lavando os pés na pia do banheiro e reza no sistema de som do aeroporto, eram as exoticidades....

Léia deu notícias, já estava com Carlos e Cristiane em Doha.

leia em doha


Uma pessoa que estava próximo ao nosso portão de embarque, tinha um cheiro nada agradável,
ele era indiano ou paquistanês, algumas pessoas desses países, que tem regime de castas, não são “autorizados” a
usar sabonete, desodorante ou perfume, por ser de uma casta baixa, por sorte ele foi em outro voo...
Para nossa surpresa a companhia aérea nos deu um voucher dará um hotel, jantar e transporte em Adisabeba,
por sorte eu não tinha pago o hotel e deu tempo de cancelar.
As 4 horas de voo passaram rápido, a comida, a mais apimentada de toda a viagem.
Uma aduana complicada, eles não sabiam direito o que fazer, nos deixaram entrar na Etiópia, sem cobrar visto,
eles disseram que estávamos em transito.
Um simpático rapaz, responsável pelo hotel, nos colocou em uma van lotadaaaa, depois de passar por várias ruas da capital,
chamava atenção a pouca luz, em todos os lugares.
O Hotel era marcado como 4 estrelas, no Brasil, seria um 3 estrelas, fomos direto para a janta.
Uma de nossas colegas pegou um molho e colocou no prato, soltou labaredas...k

hotel adis

Dia 13 - Dia 12 de março de 2018, segunda.
Após o café, apareceu o motorista que eu tinha contratado pra fazer um passeio, a recepcionista do hotel, fez eu assinar como eu
estava fazendo por minha conta e risco, como o motorista tinha sido indicado pelo rapaz do aeroporto, eu confiei.
Uma volta de 1 hora de pela capital, nos impressionou as ruas, grandes avenidas, sem buracos, claro que foi um choque, sair de Dubai
e chegar na África, mas foi melhor que imaginávamos.
Como era muito cedo, vimos poucos prédios aberto, a feira começava a se movimentar.
Nosso motorista parou no café Tomica, o mais puro café etíope.

nascer sol adis

Voltamos para o aeroporto, pudemos ver a ampliação do aeroporto, com o grande crescimento da Ethiopian Airline, nem o povo nem o
aeroporto estava preparados.
No aeroporto já começamos ver os brasileiros vindo da Tailandia e Índia.

Léia deu a notícia mais esperada, apesar do overbooking, e de 20 pessoas na fila, ela, com o número 17, foi a última pessoa a embarcar.

Para completar os objetivos da viagem nosso avião era o 787 – 800, novinho, a mais modernas das maquinas voadores, não era o maior
mas o avião que foram aplicados novas tecnologias, não tinha cobertura na janela, o próprio vidro escurecia.

787 volta eti

Eu pedi para um senhor chinês trocar de lugar para ficamos juntos, os 9 em 3 fileiras.
Por questões culturais, o chinês soltou uma “bufa” bem na hora da troca de lugar...crusis...
Foi um voo totalmente diurno de 11h30, em alguns momentos eles escureciam o avião, para o “bando de filhotes de passarinho,
que esperam com a boca aberta” esperando a comida, esqueçam a comida e por algum tempo.
A comissária que estava em nosso corredor, foi uma das melhores que já tive, talvez a melhor.
Simpática e atenciosa, Marif, queria aprender português e nos ensinava palavras língua Amárica, obrigado é mais ou menos “amsecanelo”.

O avião foi seguindo o sol e o caminho de casa....

FOI UMA VIAGEM ESPETACULAR, POR ALGUNS ASPECTOS, POSSO DESTACAR DOIS.

1 – UM GRUPO QUALIFICADO!

2 – TODOS, SEM EXCEÇÃO 
CONFIARAM 100% NA LIDERANÇA!!!


MUITO OBRIGADO aos HALA – HALA!
Teresa Chica, Daniela, Thiase, Valdinei, Jairdo, Lucia, Teresa Tuca, Léia e Rosa.

NOS VEMOS NAS PRAIAS DO MUNDO!

Marcos Pinheiro

JANEIRO 2020 - 7 Ilhas do caribe em uma só viagem

7 ILHA DO CARIBE EM UMA SÓ VIAGEM.

Fort de France, Martinica
Pointe-à-Pitre, Guadalupe
Castries, Santa Lucia
Bridgetown, Barbados
Porto da Espanha, Trinidad y Tobago
Saint George's, Grenada  
Kingstown, St Vincent end Grenadines 


Em 2017 nos estivemos em Barbados e Saint Vincent e Granadinas.
Com isso vamos nadar nos lugares mais lindos.
Em Barbados vamos nadar junto aos corais e tartarugas.

Em St Vincent, vamos dar a volta nadando em Young Island, um paraíso com aguas cristalinas e muita vegetação aquática.
Nos atravessamos do continente pra ilha nadando a noite....
Na chegada comemos lagosta, por um ótimo preço...

Nas outras ilha vamos passear e procurar lindos lugares para nadar.

Confirmados:
1 - Marcelo - SBS - SC
2 - Maria Luisa - SBS - SC

Interessados:
1 - Assis - Fortaleza - CE
2 - Valdinei - Floripa - SC
3 - Valdir - Angelina - SC
4 - Olinda - Angelina - SC
5 - Adriane - Floripa - SC
6 - Erick - Floripa - SC
7 - Orlei - Floripa - SC
8 - Heloisa - POA - RS
9 - Marcus - Floripa - SC
10 - Léia - Floripa - SC


Roteiro

Dia 1 – 5 de janeiro(sábado) – São Paulo - Fort de France, Martinica – Atracado.
Transfer para do Aeroporto para o Navio.

fort 1

Embarque as 19h, partida as 23h.
Estadia 1 no navio.

Dia 2 - 6 de janeiro (Domingo) –
Pointe-à-Pitre, Guadalupe – Atracado.
Chegada as 8h

pointeapitre 3


Embarque as 19h

Estadia 1 no navio.

Dia 3 - 7 de janeiro (Segunda) – Castries, Santa Lucia – De lancha pra Ilha.
Chegada as 9h

Castries Saint Lucia Panorama 2

Castries Market in St Lucia 3


Embarque as 18h

Estadia 1 no navio atracado.

Dia 4 - 8 de janeiro (Terça) –
Bridgetown, Barbados
Chegada as 8h

Oyster Bay oysbch01 desktop barbados 1

Bridgetown Barbados e1489761144338


Embarque as 20h

Estadia 1 no navio atracado.


Dia 5 - 9 de janeiro (Quarta) – Porto da Espanha, Trinidad e Tobago
Chegada as 9h

port of spain trinidad 1

p e tt 2


Embarque as 18h

Estadia 1 no navio atracado.


Dia 5 - 10 de janeiro (Quinta) – Saint George's, Grenada  De lancha pra Ilha.
Chegada as 9h

stgeorgesgrenada 1

st georges harbor grenada don schwartz


Embarque as 18h

Estadia 1 no navio atracado.

Dia 6 - 11 de janeiro (Sexta) –
Kingstown, St Vincenti and Granadinas  Atracado/Lancha
Assim que chegarmos no porto, vamos para Young Island.
Vamos dar a volta na Ilha nadando,

young island 1

young 3


Chegada as 9h


Embarque as 18h

Estadia 1 no navio atracado.

Dia 8 – 12 de janeiro(sábado) –Fort de France, Martinica – São Paulo
Desembarque as 8h.

fort 3

Transfer do Navio para o Aeroporo.

 

 O valor aproximado da viagem é de R$ 8.200,00      

Aguarde mais detalhes

Entre em contato

Marcos Pinheiro 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
4
8 999623748 (zap)

AGOSTO 2019 - Cuba + Jamaica + Ilhas Cayman + Cozumel + Cruzeiro

 

Nessa viagem vamos procurar os melhores lugares para fazer percurso nadando.
Nas Ilhas Caiman, vamos nadar com as Arraias.

Roteiro 

Dia 0 – 2 de agostoo(sexta) – Viagem de nossas cidades para São Paulo\Brasília\Rio de Janeiro \ Porto Alegre
Cada viajante sai de sua cidade, deverá chegar em em uma dessas cidades por volta das 17h00, evitar pegar o ultimo voo de suas cidades.
Temos que nos apresentar as 22h00min no balcão da Companhia Aérea.


Dia 1 – 3 de agosto(sexta) – Brasil – Cuba 
Embarque as 01h30 em São Paulo, chegada as Havana as 11h05.
Embarque as 01h29 em Rio de Janeiro, chegada as Havana as 11h30.
Embarque as 01h30 em Porto Alegre, chegada as Havana as 11h30
Na primeira noite vamos dormir na casa de Cubamos. 

havana 2

Estadia 1 em Havana

Dia 2 – 4 de agosto (sábado) – Havana – Embarque 
Dia em Havana.
Vamos visitar Havana Vieja 

havana vieja

As 22h embarcarmos no navio.
Estadia 1 no navio - Havana 

Dia 2 - 5 de agosto (Domingo) – Navegando 
Atividades no Navio - dia em Havana 

m h

Estadia 2 no navio - Havana 

Dia 3 - 6 de agosto (segunda) – Navegando – Havana 

M a

Dia em Havana 
Estadia 3 no navio navegando

Dia 4 -  7 de agosto(terça)  - Montego Bay (Jamaica) 
Chegada as 8h - Passeios e Travessia
montgo 1

Apresentação no Navio as 18h embarque as 19h. 

Estadia 4 no navio navegando

Dia 5 - 8 de agosto (quarta) - Georgetown (Grand Cayman)

Chegada as 8h - Passeios e Travessia


cayman islands Stingrays e1461089495322


arraia cayman


Estadia 5 no navio navegando

Dia 6 – 9 de agosto (quinta) – Cozumel (México)

Chegada as 10h. 

cozumel 1


Apresentação no Navio as 17h30 embarque as 18h30.

Estadia 6 no navio navegando

Dia 7 –  10 agosto (sexta) – Havana 

Desembarque as 13h30. 

havana 3

Estadia 2 em Havana, casa de Cubanos.

Dia 9 - 11 agosto(sábado) – Cuba – Brasil  

havana 4

Embarque as 15h30, chega as 03h58 em São Paulo. 
Embarque as 15h10, chega as 6h35 no Rio de Janeiro. 
Embarque as 15h10, chega as 00h30 no Brasil em Porto Alegre.

 O valor aproximado da viagem é de R$ 8.200,00 (saída de São Paulo ou Rio)
Saída de Porto Alegre R$ 8.400,00 

Pode ser pago da seguinte forma:
- Compra da passagem em 6 x no cartão.
- Compra do cruzeiro em 5 x no cartão
- Deposito inicial de R$ 1.000,00. Logo após a compra da passagem.
- Escolher os valores para depósitos mensais entre 500,00 a 1000 reais.

 

O que esta incluído:
Passagem Aérea – São Paulo\Rio\ Porto Alegre – Havana    
Transfer do Aeroporto de Havana para a Casa em Havana 
2 noites Estadia em casa de cubanos em Havana 
Transfer da casa para o navio em Havana 
7 noites no navio com alimentação e agua (bebidas a parte) 
Transfer do navio para a casa em Havana
Transfer da casa para o Aeroporto em Havana
Acompanhamento de guia falando espanhol e inglês, desde a saída de São Paulo.

O que não esta incluído:
gastos individuais 
passeios no desembarque do navio
considerar 70 dolares por dia

Os interessados entrem em contato:
Marcos Pinheiro
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
48 99962 3748 (zap)

Assinar este feed RSS