Menu

app.jpg

9ª Travessia de Palmas – Mar Grosso – Batismo

17883748 10212233349086601 1607664334492530102 n

9ª Travessia de Palmas – Mar Grosso – Batismo
Santa Catarina – Brasil

Amanhece uma segunda cinza em Florianópolis.
Agora, pode chover!!! Nem olho a previsão do tempo!

A semana foi difícil, previsão de ondulação de 2,5 metros, tempo instável, dilúvio do Rio Grande do Sul, divergência com “autoridade”....
O plano B, já estava montado, em caso de emergência, a Travessia seria na Baia dos Golfinhos.
Seria uma pena, o logotipo marcava o percurso da prova, e o tchan, o charme de passar pelas ilhas não existiria.
Não, cancelar não, nunca cancelamos, já mudamos de lugar, mas nunca cancelamos.

Chuva, durante toda a madrugada de sábado, o som do córrego ao lado do hotel parecia mais chuva, as 5 da manha, alvorada de Travessia, só o susto!
Chegamos na praia, um lindo amanhecer! Depois o céu escureceu.
Os 3 km, pressão para liberar a roupa de neoprene, mas a regra é clara, somente abaixo de 23 graus! Nosso corpo esta preparado para baixas temperatura, não pra alta!

Vento, tempo fechado, ondulação!
Ajuste no percurso, prepara.... vai!!!
Começou difícil, piorou um pouco após a bóia, a passagem por trás da ilha, um percurso de aproximadamente 200 metros, um liquidificador, uma maquina de lavar.
Eram 3 ondas, uma formada pelo vento, outra pela ondulação, outra pelo retorno das ondas após bater nas pedras.
Esses 200 metros de mar aberto, oportunidade única de nadar em mar aberto, mar grosso, mar de fora!!!
Nossos 2 barcos, 2 do bombeiro, 1 da marinha, 12 caiaques e standaps davam tranqüilidade aos nadadores\navegantes!
Alguns buscaram a terceira ilha, não é Professor?
Outros, chamei pelo nome, Elisa!
Com poucos metros, a fronteira entre o mar grosso e o mar fino protegido pelo costão direito de Palmas chega, ai, é um “retside”, vento a favor até a praia!!!  
No final, ninguém desistiu!!!
Todos se sentiram bem nadar sem neoprene, felizes com a nova experiência, nadar no mar aberto!
O sol chegou para iluminar as medalhas e os sorrisos!

Palmas – Portal do batismo!

Na madrugada de domingo mais chuva, chegamos na praia, mais um lindo amanhecer.
Por volta das 7h30, a Ilha do Arvoredo, que parece um gigante deitado em berço esplêndido marinho, desaparece, uma cortina de chuva de leste, foi vindo, vindo, vindo e “viu”.
Lavou a praia e nós!
Mesmo antes de chegar a chuva já era pressionada pelo sol, que viria em seguida.
Sol e vento, soltando uns p... fedorento, como diria Mamonas Assassinas.
No costão direito, as crianças se posicionam, entre elas, o Guilerminho, filho de campeão, mãe empolgadaaaa! Recebido com beijinhos da tia Adriana.
 Agora a historia é outra, aquele, que a poucos dias, estava na barriga escutando os movimentos de Travessia, agora, enfrentava as temíveis marolas do canto calmo de Palmas!

A prova de 1800 metros, com a passagem entre as ilhas começou com uma proteção do embate do vento, à medida que o percurso deixava pra trás a proteção do costão, vem a exposição do vento, a aproximação da ilha, deixa o balanço bem balançado!
Um, buscou a terceira ilha, não é Professor, denovo? k
Subi na pedra, fiquei de camarote bem no portal do batismo, faltou uma câmera.
Vários, vi passar, muitos tchaus pararam pra me dar!
Roque, Francesca, Maiara, Malva, Cristiane, Dolores, Lourdes!
Difícil de chegar, era logo ali, mas balança!
Passa uma companheira de Travessias e viagens, medrosa, corajosa, e diz:
- Que difícil Marcos!
Poucos minutos após ela dizer isso...
Ela foi batizada, passa o portal e vem o mar de tranqüilidade, a tranqüilidade do mar, com a proteção do vento pelas Ilhas de Palmas.
Assim é a vida, se desistirmos nas dificuldades, temos que voltar do começo!
Non posso dimenticare di ricordare la ragazza che abdicò alla gara per accompagnare un nuotatore non sicuro! Grazie Sabrina!

Os 750 metros com o vento mais calmo, a proteção dos barcos ancorados, dos bombeiros e de nossa brilhante tropa de elite capitaneada por ED – BALDY!

Ufa, chegamos!

A premiação, com a ilha ao fundo, o beijo espontâneo do Renato, a birra da boneca que não aceitou o segundo lugar, saímos de Palmas, para não mais....
Deixar de voltar!

Juntando aprendizados da vida e frases de amigos queridos, Roberto, Osni, Raul:
- Os importantes são os que foram!
- Veio quem tinha que vir!
- No final sempre dá certo!


SIM, DIAS 8 E 9 DE ABRIL DE 2017, FICARAM NA CABEÇA, NOS MUSCULOS E NO CORAÇÃO DE TODOS E DE CADA UM QUE ESTEVE NA BELA PALMAS!!!!
A musica que toucou na radio na volta pra casa foi essa:
https://www.letras.mus.br/eddy-grant/16707/  categoria 40 +

Muito obrigado

Marcos Pinheiro

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

back to top
Bookmakers bonuses with gbetting.co.uk click here

Calendário

  • Travessias.com
  • Nacional
  • Internacional
    Arquivo